Dietas rápidas que emagrecem sem prejudicar a imunidade

Enquanto no início da pandemia a orientação que vinha de médicos era procurar não fazer dieta, agora, no entanto, ao se perceber que a pandemia está durando mais do que se esperava, o discurso vem mudando, com profissionais da saúde recomendando o controle alimentar.

O fato é que ninguém previa que as pessoas, tomadas por um enorme estresse e medo de ficar com a imunidade baixa, fossem se apegar na comida como tábua de salvação.

E o pior é que sem filtro algum, se jogando em chocolate, hambúrguer, lasanha e muito vinho, tudo que antes era consumido com uma certa cautela.

Agora, portanto, a conta chegou, trazendo muitos quilos a mais na balança.

Então, agora, com a flexibilização das normas de distanciamento, as pessoas estão desesperadamente querendo reverter o quadro para poderem retornar às atividades em melhor forma.

Uma das formas de fazer isto, ou seja, perder peso rápido é usar emagrecedores naturais, isto explica porque tanta gente tá pesquisando por produtos de emagrecimento, se você se interessou nesta opção é interessante pesquisar onde comprar Gummy Hair, o melhor emagrecedor do momento.

Mas, será que dá para fazer dieta sem prejudicar o sistema imunológico? Confira abaixo a resposta para essa questão e algumas dicas para voltar ao peso normal.

Dieta na quarentena

Realmente, a alimentação está diretamente ligada à imunidade, assim, restrições alimentares não são recomendadas, pois geram carências nutricionais e podem promover um aumento do estresse oxidativo, além de diminuir a eficiência do sistema imunológico.

Por isso, não é que não possa se fazer dieta, mas por estarmos em um momento de crise sanitária, ela precisa ser feita com muita cautela.

Perder peso com saúde

A principal dica para quem quer emagrecer nesse momento, portanto, é procurar retirar, ou minimizar ao máximo, o consumo de alimentos de alta densidade calórica, e investir em alimentos de alta densidade nutricional. Ou seja, procurar substituir alimentos ultraprocessados, açucarados, fritos e gordurosos por alimentos naturais e de origem vegetal.

Substituir alimentos pobres nutricionalmente por leguminosas (feijão, grão de bico, ervilha, lentilha); cereais (arroz integral, aveia, quinoa); frutas cítricas e vermelhas, ricas em vitamina C; além de folhas verdes escuras e legumes, que além de ajudar a controlar a saciedade, ainda melhoram o funcionamento intestinal.

Low carb e quarentena

Muita gente, tentando correr atrás do prejuízo e perder peso rapidamente, está apostando em dietas como Low Carb, que reduz drasticamente ou até mesmo excluir o carboidrato por completo do cardápio. Porém, apostar nessa estratégia durante a quarentena não é uma boa opção, pois estará restringindo um nutriente importante para o sistema imunológico.

Dietas muito restritivas, como a low carb podem gerar uma série de sintomas como mal-estar, dor de cabeça, entre outros, e isso porque o cérebro utiliza a glicose vinda dos carboidratos para ter mais energia.

Sem falar no humor que, também, fica bem prejudicado ao se reduzir drasticamente o consumo de carboidrato, o que, principalmente, em tempos de confinamento pode não ser nada bom.

A dica, portanto, é procurar retirar do cardápio apenas os carboidratos refinados, como farinhas brancas, pães, arroz branco, macarrões ou massas não integrais, biscoitos, bolo…

Dieta a exercícios de alta intensidade na quarentena

Outro cuidado é procurar não associar dieta a exercícios de alta intensidade, pois essa combinação pode deixar o organismo mais vulnerável. Por outro lado, é mais do que aconselhável investir em atividades moderadas, até para evitar o sedentarismo.

A dica, portanto, é investir em uma alimentação saudável e equilibrada, controlar as calorias, apostar em vegetais, legumes, frutas, cereais e beber bastante água. Para evitar o sedentarismo e ainda dar uma mãozinha na dieta, basta praticar exercícios leves. Inicie a prática e aumente a intensidade de forma gradativa

Dicas básicas

Primeiramente, procure aproveitar esse período em casa para se planejar,  criar um cardápio a base de refeições nutritivas com ingredientes naturais. Evite pedir delivery, além de economizar evitará cair em tentações nada saudáveis e engordativas. Portanto, esqueça, ao menos por enquanto, pizzas e hambúrgueres.

Troque aqueles lanches na hora do jantar por um jantar mais leve, com menor quantidade, além de saciar mais, é bem mais nutritivo.

Em tempos de grande ansiedade como o que estamos vivendo, vale lembrar que as atividades físicas melhoram a qualidade do sono, só procure pegar leve.

7 Alimentos para evitar queda de cabelo

A nutrição adequada também tem efeitos positivos na saúde do cabelo. Enquanto muitos passam a ignorá-lo, os alimentos que incluímos na dieta regular desempenham um papel importante no crescimento e na força dos fios de cabelo. Além disso, eles são determinantes para evitar a perda de cabelo.

De fato, como aponta a pesquisa publicada na Dermatologic Therapy , micronutrientes como vitaminas e minerais são essenciais para o desenvolvimento adequado dos folículos capilares e a função imunológica. Portanto, obtê-los em quantidades ideais ajuda a prevenir a alopecia.

Alimentos para prevenir a perda de cabelo

Segundo informações publicadas na Academia Americana de Dermatologia , é normal perder entre 50 e 100 fios de cabelo por dia. Mas, logo depois, o novo cabelo sai nos mesmos folículos capilares. No entanto, existem vários fatores que podem levar à perda excessiva de cabelo. Isso pode incluir:

  • O estresse.
  • Uso frequente de produtos químicos e ferramentas térmicas.
  • Doenças.
  • Alterações hormonais
  • Deficiências nutricionais
  • Maus hábitos, como consumo de álcool e tabaco.

Sendo um problema multifatorial, essa mesma entidade recomenda, como primeiro passo, consultar o dermatologista. Esse profissional será responsável por determinar o melhor tratamento de acordo com a causa da queda excessiva.

Mas, bem, para não nos desviarmos da questão principal, precisamos saber que existem alguns alimentos que ajudam a evitar a perda de cabelo quando incluídos em uma dieta saudável e equilibrada. Seu consumo ajuda a obter os nutrientes que favorecem a saúde do cabelo. Consumi-los!

1. Antioxidantes

Frutas e vegetais são a maior fonte de antioxidantes naturais que podemos encontrar. Incluí-los frequentemente na dieta é essencial para fortalecer os cabelos e estimular seu crescimento, pois ajudam a inibir os efeitos do estresse oxidativo.

E, conforme detalhado em um estudo publicado no International Journal of Trichology , o estresse oxidativo é um dos fatores que acelera o envelhecimento do cabelo, levando à perda excessiva.

Recomenda-se aumentar, especialmente, o consumo  dessas frutas e vegetais ricos em vitamina C , como:

  • A laranja.
  • O limão.
  • Kiwi
  • Espinafre
  • Brócolis.

A razão? Isso é fundamental na produção de colágeno, um componente que o cabelo precisa para ser saudável.

2. Selênio

De acordo com pesquisa publicada na Dermatology Practical & Conceptual , o selênio é um oligoelemento essencial que desempenha um papel importante na proteção contra danos oxidativos e morfogênese dos folículos pilosos.

No entanto, as evidências sobre sua relação com a alopecia são limitadas. De qualquer forma, é recomendável aumentar o seu consumo para evitar queda de cabelo. Pode ser encontrada em alimentos como:

  • Carne (vermelha) e peixe.
  • Vegetais de folhas verdes.
  • Castanha do Brasil ou castanha da Amazônia, pinhões.
  • Frutos do mar, ovos, frango e fígado, atum em conserva.
  • Alho
  • Cogumelo
  • Grãos, grãos integrais, levedura de cerveja, gérmen de trigo , farinha de trigo , macarrão e assim por diante.

Você pode ver também as melhores formas de tratar a queda de cabelo acessando o site: https://tratamentosparacalvicie.com/

3. Zinco para evitar queda de cabelo

Atualmente, há informações limitadas sobre os efeitos da suplementação de zinco no crescimento do cabelo. No entanto, existem pequenos estudos que sugerem que o consumo desse mineral pode ajudar a controlar o ciclo de crescimento do cabelo. Além disso, sua deficiência está associada a problemas como alopecia.

Uma das fontes ricas em zinco é a carne , que também contém ferro, proteínas, vitaminas B6 e vitaminas B12, associadas à prevenção e tratamento da queda de cabelo.  O zinco também está presente em outros alimentos, como:

  • Aipo
  • Espargos
  • As Figs.
  • As batatas.
  • Berinjela

4. Alimentos com biotina

A queda de cabelo e a perda de pêlos no corpo são problemas associados à deficiência de biotina. No entanto, de acordo com informações publicadas no Serviço Nacional de Saúde (NHS) , existem poucas evidências científicas de que a biotina melhore a saúde do cabelo.

A biotina pode ser consumida através de alimentos, tais como:

  • O figado.
  • O pão de fermento
  • Os cereais.
  • Avelãs
  • Ervilhas
  • Farelo de trigo.
  • Banana, entre outros.

5. Vitamina A para evitar queda de cabelo

Um estudo publicado na revista Experimental Biology and Medicine descobriu que a vitamina A da dieta serve para ativar as células-tronco do folículo piloso. Por esse motivo, é um nutriente essencial para a prevenção de problemas capilares, como queda.

No entanto, o consumo excessivo deve ser evitado, uma vez que a hipervitaminose A tem um forte vínculo com a perda de cabelo e outros problemas de saúde.

Essa vitamina pode ser consumida incluindo na sua dieta alimentos como:

  • O figado.
  • Ovos
  • Legumes em geral.
  • Leite fortificado
  • Peixe, girassol e azeite.

6. Vitamina E

Embora a vitamina E esteja incluída no grupo de antioxidantes, vale a pena fazer uma menção especial. E sua assimilação adequada contribui para cabelos mais fortes e saudáveis.

De acordo com um estudo publicado na Tropical Life Sciences Research , a suplementação com tocotrienol, um membro da família da vitamina E, aumenta a quantidade de cabelo em pacientes que sofrem de perda excessiva.

Os alimentos com vitamina E incluem:

  • Óleos de trigo e de girassol.
  • Nozes e sementes
  • Abacate
  • Vegetais de folhas verdes (como espinafre e brócolis).

7. ácidos graxos

A deficiência de ácidos graxos poli insaturados está relacionada a alterações nos cabelos , como queda excessiva e problemas no couro cabeludo. Portanto, quando se trata de prevenir a perda de cabelo, é conveniente consumir:

  • Peixe azul
  • Nozes e sementes
  • Azeite e Abacate
  • Grão de bico

Em definitivo

Podemos incluir esses alimentos na dieta como um preventivo para problemas de perda de cabelo . No entanto, se já tivermos esse problema ou percebermos outros sinais como fraqueza e ruptura, é melhor consultar o dermatologista.

Dicas para uma ereção mais forte

Não está totalmente satisfeito com suas ereções? Não se preocupe, você não está sozinho. Estudos mostram que a disfunção erétil (comumente conhecida como ‘DE’) é comum, mesmo entre homens com 40 anos ou menos .

ED pode ocorrer devido a uma variedade de fatores. Às vezes é psicológico . Outras vezes, é o resultado de condições físicas como pressão alta ou baixos níveis hormonais. Felizmente, é possível tratar o DE e melhorar a qualidade da ereção, geralmente usando métodos naturais.

Abaixo, compartilhamos 11 dicas científicas para ereções mais fortes e confiáveis. Se você é um rapaz mais jovem que sofre de ansiedade no desempenho ou um homem mais velho com o objetivo de melhorar seu desempenho depois do anoitecer, implementar essas 11 dicas pode ajudá-lo a obter resultados visíveis.

Pronto para começar? Vamos começar com o primeiro passo para melhorar sua qualidade de ereção – mantendo seu peso e composição corporal sob controle.

Mantenha seu peso sob controle

O excesso de peso corporal está intimamente relacionado à disfunção erétil. De fato, um estudo de 2014 mostra que homens com um IMC de 25 a 30 (considerado “excesso de peso” pelo NHI) têm um risco 1,5x maior de disfunção erétil.

Aumente o seu IMC na faixa de 30 ou mais e seu risco de disfunção sexual se torna três vezes maior do que seria para um homem com um peso corporal saudável.

Simplificando, excesso de peso ou obesidade pode ter um sério impacto negativo em suas ereções. De fato, a obesidade está ainda mais correlacionada com a DE do que com o envelhecimento. Para obter a qualidade ideal da ereção, é melhor manter um peso corporal saudável e normal através de dieta e exercícios responsáveis.

Fique por dentro da sua pressão arterial

A pressão alta não é apenas um risco para a saúde – também pode ser uma grande ameaça para suas ereções. Homens com pressão alta têm maior probabilidade de apresentar problemas de fluxo sanguíneo que podem resultar em diminuição do desempenho sexual e ereções mais fracas e menos confiáveis.

Embora a pressão alta esteja ligada à obesidade, é possível ter uma pressão arterial acima do normal, mesmo se você não estiver acima do peso. Se sua dieta é excessivamente rica em sódio ou você não se exercita com frequência, existe o risco de você ter hipertensão ou pré-hipertensão.

Felizmente, este é fácil de verificar. Uma rápida visita ao médico local lhe dará uma idéia de onde fica a pressão arterial durante a maior parte do dia, enquanto mudanças simples no estilo de vida, como exercitar mais e comer menos sal, podem ajudá-lo a controlar a pressão arterial.

Veja também: Conheça vários outros tratamentos para impotência acessando o site: https://tratamentosparaimpotencia.com.br/

Evite álcool, exceto com moderação

De uma cerveja gelada a um copo de vinho, beber muito álcool pode ter um grande efeito negativo no seu desempenho sexual. O efeito também é proporcional – estudos mostram que quanto mais bebida você bebe, maior a probabilidade de desenvolver disfunção sexual.

O álcool pode afetar suas ereções de vários ângulos. No curto prazo, ele diminui o humor e causa impotência temporária. A longo prazo, ele pode diminuir os níveis de testosterona e proporcionar um desejo sexual mais fraco e problemas recorrentes de desempenho sexual.

A solução é simples: consuma apenas álcool com moderação ou evite-o completamente. Reduzir o consumo de álcool é uma ótima maneira de combater a disfunção erétil a curto e longo prazo, além de evitar despertar no fim de semana com uma ressaca desagradável.

Use o medicamento ED com responsabilidade

Infelizmente, nem todos os casos de disfunção erétil podem ser tratados com táticas e tratamentos naturais. Para muitos homens, a maneira mais eficaz de tratar a disfunção erétil e ficar mais forte e ereções melhores é usar responsavelmente medicamentos prescritos pelo médico, como sildenafil, tadalafil e vardenafil.

Esses medicamentos funcionam aumentando o fluxo sanguíneo para os tecidos moles do pênis, facilitando o desenvolvimento e a manutenção de uma ereção. Para pessoas com ansiedade de desempenho, elas podem facilitar muito a realização de uma ereção. Para homens com disfunção erétil, eles geralmente são essenciais para manter uma vida sexual saudável.

A maioria dos medicamentos para disfunção erétil exige receita médica, o que significa que você precisará conversar com seu médico sobre esta etapa. No entanto, os resultados oferecidos pelos medicamentos para DE podem ser grandes, aumentando tudo, desde o seu desempenho sexual à sua autoconfiança geral.

Limite seu consumo de pornografia

Embora os dados do estudo sejam limitados, alguns médicos acreditam que assistir a quantidades excessivas de pornografia – um hábito que se tornou mais comum com o surgimento de sites de streaming de pornografia – pode levar a um risco aumentado de DE psicológica em homens jovens.

Um desses médicos é Matthew Christman, MD, urologista do Naval Medical Center San Diego. Christman e outros profissionais chamaram a condição de “disfunção erétil induzida pela pornografia” e a associam a níveis crescentes de disfunção erétil em homens mais jovens.

No momento, o estudo da disfunção erétil induzida por pornografia é limitado, o que significa que não há conclusões definitivas que possam ser tiradas. No entanto, se você é um consumidor frequente de pornografia, reduzir seu consumo de pornografia pode ser uma boa maneira de melhorar seu desempenho sexual na vida real.

Parar de fumar

Juntamente com a obesidade, o tabagismo é uma das maiores causas de disfunção erétil para homens com menos de 40 anos. Felizmente, é reversível – estudos mostram que parar de fumar leva a melhorias visíveis na qualidade da ereção e a uma redução nos sintomas da disfunção erétil.

Acrescente os benefícios cardiovasculares de parar na equação e reduzir o consumo de cigarros (ou, de preferência, deixar de fumar completamente) é uma das melhores maneiras de melhorar suas ereções e obter melhores resultados na cama.

Treine seus músculos do assoalho pélvico

Os músculos do assoalho pélvico são responsáveis ​​por tudo, desde prevenir a incontinência urinária até ajudá-lo a realizar sexualmente, tornando-os tão valiosos quanto treinamento como peitoral, deltóide, braços e costas.

Nosso guia para exercícios de ED explica o papel que seus músculos do assoalho pélvico desempenham na prevenção da disfunção erétil, com uma rotina de exercícios simples que você pode usar para fortalecer os seus em apenas alguns minutos por dia.

Tenha uma boa noite de sono

Os distúrbios do sono estão intimamente ligados aos problemas de ereção, variando de um interesse reduzido no sexo à disfunção erétil.

Em um estudo de 2015 , os pesquisadores descobriram que pacientes com apneia obstrutiva do sono (SAOS) eram mais propensos a pontuar mais baixo no teste do Índice Internacional de Função Erétil (IIEF) do que pacientes com hábitos de sono saudáveis ​​e normais.

Quando a apneia do sono foi tratada com uma máquina de CPAP, a pontuação do IIEF dos pacientes melhorou, sugerindo que a qualidade do sono pode desempenhar um papel no desempenho sexual masculino.

Verifique seu nível de testosterona

Como principal hormônio sexual masculino, a testosterona é responsável por tudo, desde desejo sexual a alguns aspectos do desempenho sexual masculino. Embora a baixa testosterona (ou “baixa T”) seja uma causa bastante rara de disfunção erétil, ela está ligada à redução do desempenho sexual masculino em alguns estudos .

A baixa testosterona também está ligada ao desempenho físico reduzido, humor abaixo do normal e uma variedade de outros sintomas, tornando importante monitorar seus níveis de testosterona à medida que envelhece .

Se o seu estiver um pouco fraco, seu médico poderá recomendar a melhor abordagem para levá-lo à linha de base, desde mudanças na dieta e no estilo de vida até medicamentos ou suplementos.

Sentindo estressado? Se acalme

Parece que você simplesmente não pode se apresentar na cama? Nem todos os problemas de desempenho sexual são físicos. De fato, para muitos homens, o estresse causado pelo trabalho ou pela vida e a ansiedade por desempenho podem dificultar o prazer do sexo muito mais do que seria normalmente.

Vários estudos sobre disfunção erétil mostram uma possível ligação entre redução do estresse e melhoria do desempenho sexual, incluindo um estudo recente de 2014 . No estudo, os homens que participaram de um curso para reduzir o estresse mostraram uma melhora notável nos escores da função erétil.

Se o seu trabalho está desgastando você e afetando seu desempenho sexual, fazer uma pausa para relaxar pode ser o suficiente para ajudá-lo a recuperar sua confiança – e seu desempenho físico – na cama.

Mantenha-se ativo, saudável e em forma

Finalmente, uma das melhores maneiras de obter ereções mais fortes e desfrutar de um melhor desempenho sexual é viver uma vida ativa e saudável.

Numerosos estudos mostram uma melhora no desempenho sexual entre homens que exercitam e mantêm um estilo de vida saudável em comparação com aqueles que vivem uma vida sedentária e inativa.

Em um estudo de 2013 , homens que levantaram pesos e fizeram treinamento intervalado em ergômetro alcançaram um aumento estatisticamente significativo na qualidade da ereção após seis meses. Outros estudos mostram um aumento na percepção do desempenho sexual em homens que se exercitam, aumentando a autoconfiança sexual.

Simplificando, exercitar-se regularmente não apenas melhora sua saúde e qualidade de vida; também pode melhorar seu desempenho sexual, confiança e qualidade de ereção.

Se você deseja se conectar com um médico para ver se a medicação para DE é adequada para você, você pode experimentá-lo e obter seu primeiro mês por apenas US $ 5.

Tratamentos alternativos para a Impotência sexual

Se você foge dos remédios tradicionais, geralmente repletos de efeitos colaterais, e veio até aqui em busca de tratamentos alternativas para tratar a impotência sexual, então, está no lugar certo. Confira nesse artigo quais são esses tratamentos.

A impotência sexual que é a dificuldade de um homem conseguir uma ereção, ou mantê-la, durante o ato sexual, felizmente, é uma condição para a qual já existem muitos tratamentos, desde convencionais, através de remédios farmacêuticos, até os naturais.

Mas, atualmente, além dos muitos remédios para impotência sexual existentes no mercado, há outras formas de tratar o problema, na verdade, dependendo da origem do problema.

Eferver Up é um tratamento natural para impotência com pastilhas efervescentes que tem dado muito resultado por exemplo e poucas pessoas são as que já conhecem, confira abaixo algumas outras opções de tratamentos alternativos para impotência sexual:

Terapia

Geralmente, indicada para homens na qual a impotência sexual é provocada por fatores psicológicos ou emocionais. A terapia ajuda a entender os bloqueios que o impedem de manter a ereção peniana, que podem ser muitos, desde estresse, insegurança, medos, traumas, depressão e outros.

Vale saber, no entanto, que a terapia pode servir como tratamento único ou como tratamento complementar para a impotência sexual.

Prótese peniana

Para quem não sabe, existem duas opções de prótese: a prótese maleável  e a prótese inflável.

  • Prótese maleável: mantém o pênis ereto o tempo todo (possui um valor bem acessível)
  • Prótese inflável: permite que o pênis volte ao estado de relaxamento após a relação (é muito mais cara que a maleável).

Bomba de vácuo

Um recurso já muito usado tempos atrás por quem sofria de impotência sexual,  hoje ele é mais comum em sex shops, sendo muito procurado por quem deseja aumentar o tamanho do pênis, sendo uma alternativa para a impotência. E isso devido à força negativa que exerce, favorecendo a irrigação do pênis.

Revascularização

Muito radical e até arriscado, esse tratamento é muito específico, sendo indicado apenas para homens que apresentam problemas de circulação sanguínea no pênis. Por ser um procedimento delicado, precisa ser muito bem avaliado para que a situação não piore e acabe levando à obstrução das veias.

Mudanças de hábitos

Hábitos simples como ter uma alimentação mais saudável, beber mais água, evitar o cigarro, o álcool,  abandonar o sedentarismo, também ajudam a tratar a impotência sexual.

Na verdade são hábitos simples, mas que promovem o equilíbrio do corpo e da mente, favorecendo o bem-estar e a saúde orgânica da pessoa.

É preciso ter em mente que a sexualidade é importante para a qualidade de vida, por isso, é preciso não se descuidar da saúde sexual, e assim que perceberem sintomas como a baixa libido, ou mesmo, dificuldade de ereção de uma forma frequente, é preciso procurar ajuda médica para avaliar o que está causando o problema e iniciar, o quanto antes, um tratamento.

Hemorroidas na gravidez

A gestação é um momento lindo da vida de uma mulher, afinal, não há nada mais sublime do que a possibilidade de um corpo gerar uma nova vida. No entanto, sendo bem realistas, é também um momento muito delicado.

Isso porque o corpo passa por uma grande variedade de mudanças e adaptações, que podem gerar inúmeros desconfortos e condições desagradáveis, como é o caso das hemorroidas.

Para quem não sabe, as hemorroidas nada mais são do que veias que ficam na região anal e se dilatam e inflamam, causando dor e desconforto, entre outros sintomas, como sangramentos.

No caso de mulheres que já tem antecedentes, o problema pode se agravar durante a gestação. Mais do que isso, o excesso de peso na região abdominal, característico dessa fase da vida, também pode fazer com que o problema apareça.

Isso porque o modo com que as hemorroidas surgem é bem semelhante ao das varizes.

Assim, com o crescimento do bebê dentro do ventre, acaba ocorrendo uma compressão do reto, que dificulta a volta do sangue ao coração, fazendo com que ele fique retido e levando à dilatação da veia.

Quando são externas, ou seja, projetadas para fora do reto, podem causar dor mais intensa e desconforto, além de coceira e sangramento.

De uma forma geral, as hemorroidas tendem a desaparecer sozinhas no caso das gestantes. No entanto, o mais indicado é sempre procurar um profissional médico para que seja possível ter o diagnóstico adequado.

Dessa forma, também será possível usar algum tipo de medicamento que ajude a tratar os sintomas e diminuir as dores, o Hemo Control é um remédio natural e portanto não faz mal.

Tratamento para hemorroidas na gravidez

De uma forma geral, como foi explicado, o problema tende a se resolver sozinho. No entanto, algo que pode ajudar muito é adotar uma alimentação rica em fibras e água. Mais do que isso, os banhos de assento podem ser excelentes aliados.

No entanto, o fato é que somente isso pode não ser suficiente para resolver e o médico pode precisar indicar o uso de alguma pomada para resolver o problema.

Embora isso resolva a maioria dos casos, algumas hemorroidas podem ser mais difíceis de tratar, permanecendo ativas até o parto.

O mais importante é lembrar que a presença de hemorroidas não impede que haja parto normal e também não é justificativa para uma cesárea.

Mais alguns cuidados podem ser adotados nesses casos, tais como:

  • Beber muita água
  • Não ficar sentada por muito tempo
  • Evitar alimentos apimentados
  • Usar uma almofada com abertura para se sentar
  • Fazer atividade física leve
  • Evitar o uso do papel higiênico, preferindo limpar a região com lenços úmidos ou água morna e sabão neutro

Pronto, seguindo essas dicas você terá ótimos resultados ao tratar hemorroidas na gestação!

Dietas para perder peso em pouco tempo

Você está procurando dietas eficazes para perder peso em pouco tempo ? Se você precisar perder peso rapidamente , especialmente para não ser pego despreparado para o teste de maiô, é bom não se jogar na briga com a primeira dieta que encontrar. Aqui você vai encontrar ótimas dietas para emagrecer, se estiver com pressa de voltar à forma: elas são rápidas, eficazes, fáceis de seguir e, às vezes, um pouco severas. Os mais duros obviamente duram pouco tempo e garantem excelentes resultados em termos de peso.

Antes de descobrir quais são as dietas mais eficazes e rápidas , também é necessário lembrar alguns truques em nutrição que você poderia ter de qualquer maneira, mesmo que não esteja de dieta.

Uma maneira de perder peso de maneira saudável e equilibrada é acelerar o metabolismo através de alguns alimentos específicos, portanto dietas que focam nestes alimentos são as mais recomendáveis, além disso Cuperine funciona para deixar o metabolismo mais rápido também, se não conhece, vale a pena experimentar.

Enfim, chega de papo, conheça agora as melhores dietas para perder peso em pouco tempo:

1. Dieta com limão: como perder 3 quilos em uma semana

A primeira dieta para perda de peso que recomendamos é a dieta do limão . Obviamente, inclui um amplo uso de suco de limão, para ser diluído em água morna ou em qualquer receita, como condimento, aproveitando suas propriedades de purificação e drenagem . É uma dieta de choque, muito rígida e eficaz , que faz você perder peso em pouco tempo e que não deve ser continuado por longos períodos.

Prevê uma primeira fase de 3 dias, na qual o objetivo é, antes de tudo, purificar o organismo como em uma dieta de desintoxicação , e uma fase de 7 dias, com um menu projetado para fazer você perder pelo menos 3 quilos em uma semana. Além do limão, envolve o uso de alguns alimentos magros, como peixe, carne branca, legumes, frutas (especialmente vermelho) e frutas secas (amêndoas). Após 7 dias, e para não recuperar os quilos perdidos , é aconselhável seguir uma dieta equilibrada com o conselho de um nutricionista.

2. Dieta do arroz: perca 5 quilos em 9 dias

Outra dieta rápida e eficaz com uma fase de choque como a dieta do limão é a dieta do arroz . Inclui um programa de purificação de 3 dias e um programa de 9 dias com menus baseados principalmente em arroz. Como o limão, o arroz também beneficia a drenagem e a purificação do corpo, ajudando a combater a retenção de água .

Dentro de 9 dias, esta dieta garante a perda de pelo menos 5 quilos . Funciona, desliza rápido, mas não pode ser seguido por muito tempo, baseando-se em alguns alimentos: arroz, carne branca, peixe, frutas, verduras e legumes a serem adicionados gradualmente. Também neste caso, então, deve ser seguido por uma dieta variada e equilibrada. Seu valor é que é adequado para quem quer evitar o glúten, incluindo os celíacos. Nesse caso, você também pode experimentar a dieta sem glúten …

3. Dieta sem glúten: adeus pão e macarrão para um estômago liso perfeito

A dieta sem glúten , como você pode imaginar, elimina todos os alimentos ricos nessa substância, incluindo carboidratos ( pão e macarrão em primeiro lugar). Eliminar carboidratos e açúcares refinados já é um excelente passo para perder peso e obter uma barriga lisa . O glúten foi banido das mesas não apenas pelos intolerantes, ou seja, aqueles que sofrem de doença celíaca, mas também por aqueles que procuram uma maneira rápida de perder peso, encontrando alternativas nutritivas aos carboidratos.

De fato, esta dieta propõe o uso de produtos derivados da farinha de trigo, como arroz ou farinha de milho, bem como o uso de arroz (perfeito porque não contém glúten) ou quinoa. Os resultados são visíveis: perda de peso, aumento da sensação de leveza, barriga lisa e coxas mais finas ! Apesar de sua eficácia, no entanto, não é realmente uma dieta de emagrecimento, mesmo que tenha esse efeito, mas um remédio projetado para aqueles que não digerem glúten.

4. Dieta expressa: queimar gordura em tempo recorde!

A dieta expressa é a escolha ideal para quem quer voltar magra em tempo recorde . Em apenas 15 dias, permite queimar gordura com a única ingestão de proteínas magras (peixe, carne, vegetais e vegetais) e a eliminação de açúcares durante a primeira fase, a chamada fase de choque.

A dieta expressa se desenvolve em três fases e, após o início, que permite perder peso rapidamente , você começa a reintroduzir açúcares saudáveis, como os contidos nas frutas, para evitar penalizar o corpo. A terceira fase, de consolidação, mantém as proteínas magras como protagonistas dos alimentos, alcançando um equilíbrio maior sem muitas privações. É uma dieta proteica, como aDieta Dukan (compra na Amazon por 10,52 € ), o que no entanto fornece resultados visíveis em apenas 2 semanas.

5. Dieta da zona: perca peso de forma saudável em 2 semanas

A dieta da zona é menos rápida que as outras, é eficaz, porém mais equilibrada , menos baseada em uma fase concentrada, focada em poucos alimentos e em muitas privações. Ele permite que você perca 3 libras em 2 semanas , mas, por outro lado, não recebe esses sentimentos de exaustão e falhas típicas das dietas mais severas.

O objetivo desta dieta é manter constantes os níveis de açúcar e insulina no sangue, graças a uma dieta baixa em calorias, mas que proporciona uma grande sensação de saciedade. Recomenda tomar proteína 5 vezes ao dia para apoiar a perda de peso sem a sensação de fraqueza causada pelas dietas: perda de peso equilibrada é acompanhado por refeições estruturadas, que incluem até ovos, carne de porco magra, queijo.

6. Dieta do supermetabolismo: como perder 10 libras em um mês

A dieta do supermetabolismo é dividida em 3 fases que duram 28 dias no total. Permite perder até 10 quilos em um mês com base no uso de alimentos que queimam gordura , oferecendo menus projetados para acelerar seu metabolismo, perdendo peso de maneira eficaz e duradoura.

A dieta do supermetabolismo subdivide o consumo de certos alimentos de acordo com um padrão preciso: às segundas e terças-feiras, frutas, verduras, cereais são consumidos, às quartas e quintas-feiras as gorduras são completamente evitadas, escolhendo proteínas e vegetais, na sexta e no final alguns alimentos gordurosos, mas saudáveis, são reabastecidos.

O esquema é muito rígido e também requer atividade física três vezes por semanae o respeito injusto das três fases semanais. É uma dieta mais longa e mais estudada do que a imediata, como limão ou arroz, mas também mais equilibrada . Como todas as dietas, embora seja eficaz , não pode ser seguida por um longo período de tempo e deve ser substituída por um regime mais variado.

Como urinar menos com exercícios de Kegel

Você pode achar que às vezes tende a urinar com mais frequência. Essa necessidade incomum de esvaziar a bexiga pode ser causada por uma ingestão abundante de líquidos, um enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico, aumento da próstata ou um efeito colateral da cirurgia.

Se você sofre de incontinência urinária, pode fortalecer os músculos pélvicos ou tomar outras medidas, como limitar a quantidade de líquidos que bebe, para sentir menos necessidade de ir ao banheiro ou tomar algum suplemento como o Renova Prost. Em alguns casos, é aconselhável consultar o seu médico para diagnosticá-lo com síndrome da bexiga hiperativa.

Faça exercícios de Kegel para fortalecer os músculos pélvicos

Reconheça os benefícios dos exercícios de Kegel. Estes destinam-se a fortalecer os músculos do assoalho pélvico que podem ter enfraquecido devido à gravidez, parto, cirurgia, idade ou mesmo peso excessivo. Qualquer pessoa pode realizar esses exercícios, o que pode ajudar aqueles que sofrem de incontinência urinária ou fecal, discretamente e a qualquer hora do dia.

Os músculos do assoalho pélvico sustentam o útero, bexiga, intestino delgado e reto. O objetivo dos exercícios de Kegel é contrair e relaxar conscientemente os músculos pélvicos.

Eles são eficazes para quem deseja prevenir a incontinência urinária, especialmente durante a gravidez.

Se você sofre de vazamento urinário ao espirrar, tossir ou rir devido aos músculos pélvicos enfraquecidos, esses exercícios são menos eficazes, em todo caso, veja como fazer:

Localize os músculos do assoalho pélvico. Você pode não saber exatamente onde eles estão, mas é muito fácil reconhecê-los, portanto, você tem certeza de que está fazendo os exercícios de Kegel adequadamente e obtendo melhores resultados.

A maneira mais fácil de reconhecer esses músculos é interromper o vazamento de urina durante a micção. Se você conseguir detê-lo, identificou os músculos do assoalho pélvico.

Pode demorar alguns dias para descobrir exatamente quais músculos são afetados, mas continue tentando reconhecê-los e não desanime.

Esvazie a bexiga. Depois de identificar com precisão os músculos envolvidos, você estará pronto para fazer os exercícios de Kegel. É importante que a bexiga esteja vazia para exercitar o assoalho pélvico com mais eficiência.

Não faça esses exercícios para iniciar e interromper o fluxo de urina, pois você pode enfraquecer ainda mais os músculos pélvicos, piorando a incontinência e aumentando o risco de infecções do trato urinário.

Deite de costas. Independentemente de ser a primeira vez que você está tentando fazer esses exercícios ou de ter dificuldade em reconhecer os músculos envolvidos, é aconselhável que você se deite de costas. Ao fazer isso, será mais fácil contrair a musculatura adequadamente.
Certifique-se de esvaziar completamente a bexiga antes de se deitar para iniciar os exercícios.

Contraia os músculos do assoalho pélvico. Independentemente de você estar deitado ou em qualquer outra posição (quando já se tornou um especialista nesses exercícios), contrate os músculos. Mantenha-os tensos contando até 5 e depois relaxe por mais 5 segundos.
Faça 4 ou 5 repetições.

O objetivo é contrair os músculos por 10 segundos e relaxá-los por mais 10. Não prenda a respiração quando contrair os músculos, mas deixe fluir naturalmente.

Concentre-se para contrair apenas os músculos pélvicos. Você pode ser levado a agir também nos músculos abdominais, coxas ou nádegas, mas você deve focar o exercício apenas nos músculos do assoalho pélvico, dessa maneira os fortalece ao máximo.

Faça os exercícios de Kegel três vezes ao dia. Tente manter essa rotina para fortalecer seus músculos efetivamente e reduzir episódios de incontinência. Realize pelo menos 3 séries de 10 repetições por dia.

Observe o fortalecimento do assoalho pélvico. Se você pode executar esses exercícios regularmente, deve perceber, dentro de alguns meses, que os músculos pélvicos estão fortalecidos; você também deve observar que a frequência da micção precisa ser reduzida.

Por último adote técnicas comportamentais para controlar a micção!

Como Manter uma ereção forte e duradoura

Na hora do sexo o que mais preocupa os homens é falhar na hora H, mas também muitos se preocupam em não conseguir manter a ereção por muito tempo ou não conseguir deixar o pênis totalmente rígido, se este é seu caso, não se preocupe existem soluções que podem ser aplicadas para você nunca passar por nenhum destes problemas.

Confira agora nossas dicas para alcançar uma ereção forte e duradoura:

Eliminar a gordura: as estatísticas indicam que o excesso de peso está relacionado a dificuldades em manter uma ereção.

Exercícios: Esses exercícios para melhorar a ereção servem para fortalecer o músculo peniano, ou seja, o músculo que ativamos quando queremos interromper o jato ao urinar. Os exercícios de Kegel permitem que você tenha ereções mais fortes e sob controle.

Coma alimentos ricos em L-arginina , como nozes e amêndoas, pois são capazes de ativar a produção de óxido nítrico, uma substância responsável pelo transporte de mais sangue para o pênis.

Não consuma álcool, já que seus efeitos no sistema nervoso são inimigos de ereções duradouras.

Mantenha a ansiedade afastada, porque se você estiver estressado ou com um alto nível de ansiedade, não poderá ter uma boa ereção. .

Eduque-se sobre técnicas adequadas de masturbação: Faça uma massagem nos órgãos genitais diariamente: por um tempo aproximado de 10 minutos, massageie lentamente lentamente o pênis, de cima para baixo, para promover o fluxo sanguíneo.
Faça uma apreciação das sensações: este exercício é que seu parceiro acaricia você lentamente. Nesse momento, você deve prestar atenção às sensações que fluem do seu corpo. Feche os olhos, experimente as sensações que derivam das carícias. Durante o processo, você verá como seus músculos começam a relaxar e, com isso, você pode facilitar uma ereção gradual e persistente.

Utilize um Gel Peniano:  Se você não conhece nenhum, o V8 Big Size funciona e é uma ótima opção!

Por que não consigo manter uma ereção?

A incapacidade de manter uma ereção prolongada pode ser devido a várias razões:

Causas psicológicas de problemas de ereção: problemas e preocupações, como depressão, ansiedade, medo podem afetar nossa capacidade de manter boas ereções.

Maus hábitos: obesidade, tabagismo e consumo excessivo de bebidas alcoólicas têm efeitos negativos nas ereções.

Uso de drogas: alguns medicamentos podem ter problemas de ereção como efeito colateral.

Causas cardiovasculares: pressão arterial e colesterol podem impedir o bombeamento de sangue adequado para o pênis.

Diabetes mellitus: o diabetes multiplica por 3 o risco de sofrer de problemas de ereção.

Distúrbios hormonais: baixos níveis de testosterona estão atrás de 5% dos casos de problemas de ereção.

Causas neurológicas: a cirurgia da área pélvica, como a próstata, o reto ou a bexiga, pode danificar os nervos e os vasos sanguíneos nessa área e prejudicar a conexão entre o sistema nervoso e os tecidos responsáveis ​​pelas ereções.

3 truques para jogar xadrez mais rápido

Você gostaria de jogar xadrez mais rápido e melhorar seus resultados? Neste artigo, vou explicar alguns truques simples que podem ajudá-lo a fazer as coisas nas corredeiras funcionarem muito melhor para você.

Antes de explicar essas técnicas, quero ser sincero com você e explicar que esses truques não farão de você um melhor jogador de xadrez, embora seus resultados possam melhorar um pouco se você for um novato ou intermediário que joga contra jogadores do seu nível. Para ser um melhor jogador de xadrez, é necessário estudo, treinamento e uma preparação completa, quanto mais altos forem os resultados, maiores serão os seus esforços.

No entanto, se você quiser aprender a jogar de uma maneira mais ágil sem precisar estudar regularmente , esses truques podem lhe dar um empurrãozinho.

Se você não quiser tropeçar amanhã, diga a verdade hoje. Bruce Lee.

Ah! Eu esqueci, esses truques são direcionados principalmente para jogos rápidos , e não para jogar melhor com problemas de tempo que não são os mesmos.

Use aberturas universais

Há uma série de aberturas que praticamente não importam o que o seu oponente joga, porque você pode continuar no seu próprio ritmo desenvolvendo as peças e de maneira bastante consistente.

Logicamente, não podemos esperar milagres teóricos desse sistema, mas ele permitirá que você jogue a abertura a toda velocidade sem ter que se preocupar muito com o que seu oponente quer fazer.

De fato, no The Zugzwang Members, nosso Online Club para associados, apostamos nessa idéia para o jogador do torneio: estratégias simples que podem ser aprendidas em pouco tempo e que produzem bons resultados na prática.

E agora você me dirá: “grande Daniel, parece fantástico, mas quais são essas aberturas universais”. Vou lhe dizer alguns esquemas que podem ajudá-lo, mas existem outros.

  • Abertura Larsen com 1.b3. Joguei em torneios diferentes, com resultados muito decentes com jogadores com até 2200 pontos ELO. Existem dois esquemas básicos a serem executados, dependendo de o preto responder com e5 ou d5, com base na mineração do centro no primeiro caso e no flanco no segundo. Isso foi jogado por jogadores de elite para surpreender. Como esse não é o objetivo deste artigo, não vou detalhar mais, você pode encontrar muitas informações on-line.

Ataque Indiano do Rei (KIA). Uma ferramenta que Fischer usou extensivamente e provavelmente deve estar no número 1 nesta lista. O ataque indiano do rei não é, estritamente falando, uma abertura, mas uma maneira de White desenvolver suas peças sem ter que se preocupar em abrir. . White desenvolve seu bispo por g2, o cavaleiro por d2 e a torre por e1, chegando a um esquema como o da imagem abaixo.

O ataque indiano do rei é um “filho” dos tempos modernos. Foi popularizado nos EUA por Evans e Fischer, como eu disse no começo, embora agora raramente seja usado por grandes mestres. O bom é que você pode usá-lo contra a defesa francesa, a defesa siciliana e até contra o Caro-Kann.

Este é um dos jogos KIA mais famosos de todos os tempos, assista ao ataque esmagador após o domínio principal:

Erro ao analisar PGN
Caractere não reconhecido ou grupo de caracteres.
Ocorreu na posição 0:
  • O sistema Colle. Para jogadores d4. O sistema Colle foi descrito como o sistema mais fácil para White aprender, embora o KIA também não seja complicado. Isso permite que White desenvolva suas peças atrás de um muro de peões antes de iniciar ações ofensivas e também tem a virtude de evitar as várias defesas de Black. O sistema não coloca seu oponente sob muita pressão, mas ele tem um truque que pode ser irritante se as pretas não tomarem cuidado.

Essencialmente, é uma defesa semi-eslava “invertida”, e o tempo extra oferece às brancas melhores perspectivas ofensivas do que quando jogadas com as pretas. No entanto, se o branco não prevalecer na abertura ou no meio do jogo, ele geralmente terá uma minoria de 3-2 peões no lado da rainha que pode ser um final vencedor. Em suma, um esquema sólido e muito fácil de aprender.

Para entender melhor sobre o assunto, leia: Regras do Xadrez

Tática automática com display

As peças de xadrez são relacionadas umas às outras : os peões às vezes seguram os cavaleiros, um bispo defende um bispo, uma torre protege uma praça que, por sua vez, é vital para evitar o dobro de nosso rei e rainha, etc.

Esses relacionamentos não surgem do nada, eles são criados à medida que o jogo é construído, esse truque é que toda vez que você detecta um relacionamento entre peças de seu oponente que possa ser suscetível a uma tática no futuro, você o grava na sua cabeça com algo que você pode visualizar , por exemplo: a caixa mudou de cor, um objeto no meio do tabuleiro etc …

Dessa forma, quando ocorrer o momento certo, seu cérebro alertará automaticamente que uma lista de peças foi quebrada e você poderá tirar vantagem instantaneamente.

Observe a posição anterior: a rainha negra está no ar (desprotegida e ao alcance de uma descoberta do cavaleiro branco de e5); por sua vez, o cavaleiro de f6 depende de sua defesa do bispo de e7, portanto, se o bispo estiver mover o cavalo é vulnerável. Bc5 foi jogado no jogo ?? permitindo o hit Ng4!

A posição da sua mão

Um truque estranho, eu admito. Quando você toca corredeiras reais com um relógio físico, a hora de quando você se move para quando pressiona o relógio pode ser importante em problemas. Por esse motivo, quando você atinge fins dramáticos onde há poucas peças e a sua posição pode ser irrelevante (imagine aquelas posições finais da torre onde você se move muitas vezes procurando as mesas), um bom truque pode colocar sua torre perto do relógio para perder menos tempo.

4 dicas para controlar a ejaculação precoce

Se falamos de ejaculação precoce de maneira técnica, devemos dizer que é uma falta de controle sobre o reflexo ejaculatório e se manifesta com uma repentina expulsão de sêmen que ocorre dentro de um minuto ou um minuto e meio da penetração.

Afeta uma porcentagem entre 25 e 40%  dos homens e até 70% sofreram ocasionalmente. No entanto, muito poucos ousam falar sobre isso, sem saber que isso pode ser o primeiro passo para resolver o seu problema.

Esse distúrbio comum da fase do orgasmo durante a relação sexual tem tratamento e sua prevenção está intimamente ligada à psicologia do paciente.

Por que isso está acontecendo comigo?

A perda de controle durante a relação sexual pode ser causada por diferentes causas. Existem outros biológicos – não devemos esquecer que a ejaculação precoce é uma alteração na sensibilidade dos receptores cerebrais da serotonina, mas também o estresse , a depressão ou as infecções do trato urinário ou da próstata.

Da mesma forma, homens que não têm relacionamentos com frequência têm maior probabilidade de sofrer com isso, assim como aqueles que consomem grandes quantidades de álcool , tabaco ou usam drogas.

Também não devemos ignorar fatores sociais, como medo de uma possível gravidez, porque eles também desempenham um papel muito importante nesse distúrbio.

Além do fato de não ser um problema sério, as consequências psicológicas que a ejaculação precoce pode causar para aqueles que sofrem com ela e, portanto, para seus parceiros, devem ser levadas em consideração. Encará-los a tempo é a chave e pode impedir a instabilidade emocional que gera e acaba quebrando até os relacionamentos mais consolidados. É por isso que hoje queremos oferecer uma lista de recomendações e truques que podem ajudá-lo a evitá-lo.

1 – Não negligencie sua dieta e seu estilo de vida

Exercitar-se diariamente, levando um estilo de vida equilibrado e cuidar da comida desempenham um papel essencial. Fuja de gorduras saturadas e torne-se um fã de melancia, rica em uma substância conhecida como citrulina, que relaxa e dilata os vasos sanguíneos. O alho também ajudará seu pênis a receber mais fluxo sanguíneo, assim como a romã, que pode melhorar a qualidade da ereção em até 32%.

Vale a pena investir em produtos naturais também, são ótimos e não tem efeitos colaterais, o Sperm Control funciona melhor até que o famoso azulzinho, pois além de ajudar na ereção ajuda no controle da ejaculação.

Além disso se instantes antes da relação você usar ervas medicinais como Epimedium, erva-mate, salsaparrilha ou camomila, isto ajuda bem.

2 – Respiração e relaxamento

Existem diferentes exercícios que ajudam a controlar a ejaculação precoce: respiração, músculo, estimulação de casais e masturbação. Mas vamos começar do começo.

A mera idéia de fazer sexo pode deixar o homem nervoso e começar a respirar bruscamente. Infelizmente, esse é o prelúdio da ejaculação precoce em uma alta porcentagem de casos. A respiração adequada durante a relação sexual é essencial ; portanto, respire fundo e faça 10 respirações lentas e profundas antes de começar. Respire fundo pelo nariz e expire pela boca ritmicamente.

Você também pode tentar exercícios de Kegel , ou exercícios projetados para fortalecer os músculos pélvicos. Eles consistem na contração e relaxamento desses músculos em intervalos de cinco segundos e sucessivamente e os especialistas recomendam realizá-los pelo menos 30 vezes por dia, sem exceder 100 repetições. Com eles, você aprenderá a controlar os músculos que influenciam e controlam a ejaculação.

Mas se há algo fundamental, é relaxar. Remova pensamentos negativos . Convença-se de que nada deve dar errado, você sabe onde está o erro e possui as ferramentas necessárias para controlá-lo. Você conhece a resposta do seu corpo à excitação, então deixe-se levar e divirta-se.

3 – Durante a relação sexual

Você está pronto para começar, mas primeiro uma pequena dica: vá ao banheiro para urinar antes de fazer sexo . Dessa forma, você poderá liberar a pressão sobre os órgãos genitais, o que favorecerá uma maior duração na cama.

Uma vez no ato, você pode colocar em prática um último exercício. Embora possa ser feito sozinho, é preferível fazê-lo em casal para criar um vínculo positivo. É conhecido como ‘start-stop’ e é basicamente uma técnica de masturbação que consiste em parar quando você sente que vai ejacular e deixar passar o momento de máxima excitação antes de retomar a massagem no pênis. Para que tenha efeito e o corpo se adapte a esse novo ritmo, você deve praticá-lo pelo menos duas vezes por semana.

Pratique jogos preliminares antes da relação sexual , não se apresse. E, acima de tudo, tente posições diferentes porque elas influenciam muito o ritmo e o nível de excitação masculina. Mudar dos que o aceleram mais para os mais manejáveis ​​pode ajudar a prolongar a ereção e retardar a ejaculação.

4 – Não sofra em silêncio

Fale francamente e sem esconder o que sente. Manter suas dúvidas e sentimentos por você só piorará a situação. Não fique obcecado, muito menos culpe o outro. Compreensão e diálogo são fundamentais , peça ajuda a sua companheira. Você nunca tem que culpar o homem pelo que está acontecendo com ele e, antes de tudo, você precisa tentar remediar como casal. Com boa vontade da parte de ambos, o problema não precisa continuar acontecendo.

Caso contrário, você sempre terá a ajuda de profissionais que podem recomendar um tratamento médico mais específico para o seu caso específico.